Hoje muito se ouve falar em sequestro, mas essa forma de sequestro está se tornando muito comum. “O sequestro digital” onde todos seus arquivos são criptografados por um vírus altamente perigoso e irreversível sem que você pague por ele.

O que é?

Ransomware é um tipo de malware que restringe o acesso ao sistema infectado e cobra um valor de “resgate” para que o acesso possa ser reestabelecido.Ransomware, em 2016, continua a ser e crescendo como uma grande ameaça. De acordo com um relatório da Cisco, ele domina o mercado de malware e é o tipo de malware mais rentável da história.[Fonte: Wikipedia]

A criptografia.

A criptografia é a peça chave para esse vírus, sem a chave para desbloquear é totalmente impossível liberá-lo.

Quanto custa para conseguir meus arquivos de volta?

Isso vai de acordo com o sequestrador, sim  sequestrador, a moeda de troca dele é Bitcoin uma moeda digital que não se consegue identificar para onde vai o dinheiro e até mesmo quem vai recebê-lo.
Hoje ฿1 custa R$4043,70 pela cotação no site Dólar Hoje. Mas o sequestrador pode solicitar ฿1 como também pode solicitar ฿0,20.
Não é recomendado a fazer esses pagamentos pois quase nunca é devolvido pelo o que você pagou, então se você achar um sequestrador bonzinho agradeça a ele.

Quais as melhores formas de prevenção?

É extramente difícil se prevenir contra esse vírus mas vai algumas dicas de politica de segurança básica.

  1. Peça ajuda a um profissional de TI altamente qualificado (um que não seja pato , mas pode chamar a FDTA que o serviço é garantido).
  2. Ter todos os sistemas possíveis atualizados, Windows ou Linux, Navegadores de internet, JAVA, Plugins e etc..
  3. Uma boa solução de antivírus, sempre recomendamos o ESET uma solução boa e barata.
  4. É altamente importante uma solução de backup segura, não adianta ter backup em  HD externo espetado no USB do servidor, isso é perigoso e você irá perder seus dados do mesmo jeito, recomendamos backups externos, backup por FTP ou em FITA DAT LTO, não recomendamos backup em nuvem como Google leia com atenção sempre os termos ao contratar esse tipo de serviço.
  5. Um servidor firewall para bloquear conexões indesejadas em sua rede e evitando que seus servidores fique de portas abertas para a internet.
  6. Mantenha seus servidores fora do alcance de uso habitual, como navegar na internet ou baixar arquivos, use exclusivamente para sua base de dados  de algum sistema de gestão ou para salvar arquivos em rede.
  7. Restrinja por setor os arquivos salvos em seu servidor delegando quem vai acessar qual pasta. Exemplo: Pasta do Financeiro – Com acesso apenas as pessoas autorizadas a acessá-la, assim você pode saber de onde veio o Vírus e até mesmo ter menores danos.
  8. Fique sempre atento a e-mails suspeitos, não abra um que você não tenha certeza que seja seguro, exclua imediatamente ou confirme a conduta do e-mail junto ao remetente.

 

Considerações Finais.

Com essas pequenas dicas, um bom profissional e um pouco de investimento você poderá se proteger desse sequestrador de dados que vem fazendo muito Analista de TI  e Donos de empresa perderem noites.
É importante frisar na atenção que devemos ter no que vamos baixar e executar nos computadores, atenção redobrada é primordial para que toda essa situação seja evitada.

 

Para mais informações e servidor entre em contato com a FDTA – info@fdta.com.br
Estamos de plantão! Ligue: (27) 9-9891-4393 ou 9-9640-3651